Qual é o melhor consórcio imobiliário?

Jorge Paiva

11/01/2021

Muita gente não sabe, mas uma modalidade bastante promissora dentro do mercado imobiliário é o consórcio imobiliário. Em 2020, mesmo com a pandemia do coronavírus, a busca por eles aumentou pelo menos 14%, segundo a Associação Brasileira de Administradores de Consórcios – Abac.

Quando comparado ao financiamento tradicional, o consórcio sai na frente em diversos aspectos, como a ausência de juros no pagamento das parcelas e uma taxa de administração mais baixa do que as taxas de juros comuns às outras modalidades

No entanto, vale lembrar que esse é um tipo de investimento a longo prazo, o que o torna pouco interessante para quem deseja adquirir sua casa própria de imediato.

Em linhas gerais, os consórcios são como autofinanciamentos, nos quais um grupo de pessoas se une para investir recursos em uma administradora e adquirir determinado bem em uma data futura. Quer saber mais sobre o assunto e conhecer o melhor consórcio imobiliário para investir? Continue a leitura!

Como funciona o consórcio de imóveis?

Em um consórcio de imóveis, as circunstâncias são as mesmas: com o intuito de adquirir uma propriedade, um grupo de interessados se junta para angariar recursos durante determinado período.

Os participantes adquirem cotas e se comprometem a contribuir com o valor definido para aquele tipo de negócio mensalmente – a partir daí, uma carta de crédito é sorteada e entregue a um dos consorciados todo mês. É esse documento que permite ao contemplado adquirir o imóvel.

As condições para o sorteio são iguais para todos os participantes e a premissa é simples: o sorteado da vez recebe a carta de crédito no valor acordado para aquele consórcio e pode, então, comprar a propriedade com ela. Mas há também a possibilidade de se fazer um lance para receber o benefício mais rápido – essa oferta funciona como uma antecipação do pagamento das parcelas.

Ponto importante: em alguns consórcios, os participantes podem contar também com o seu Fundo de Garantia do Tempo de Serviço - FGTS – para completar o valor das parcelas ou fazer lances.

Quais as vantagens e desvantagens do consórcio de imóveis?

Na hora de decidir se essa é, realmente, a melhor maneira de comprar um imóvel, é importante pesar as vantagens e desvantagens oferecidas. Vamos ver em detalhes?

Vantagens de um consórcio de imóveis

Um consórcio de imóveis possui vários pontos positivos. Veja os principais.

Pouca burocracia e não há entrada

Não é regra, mas, geralmente, não é necessário comprovar renda para adquirir a sua cota e se tornar um consorciado. No entanto, ao ser contemplado, o vencedor precisará comprovar que está com suas obrigações em dia – ao contrário, não lhe será concedida a carta de crédito.

Além disso, por ser integralmente parcelado, o valor da carta de crédito não exige uma entrada do participante. O que pode ocorrer, a qualquer momento, são as ofertas de lances – mas que nada têm a ver com entradas e ou obrigatoriedades do contrato.

Sem taxas de juros

É isso mesmo que você leu! Consórcios são cada vez mais atrativos entre os consumidores justamente por não contarem com taxas de juros. Mais econômicos que outras modalidades, os consórcios possuem apenas uma taxa de administração – que, mesmo assim, são mais baixas e diluídas nas parcelas do contrato.

Para todos os perfis

Hoje em dia, são diversas as opções de consórcios disponíveis no mercado. Isso torna a modalidade bastante versátil para atender às necessidades de diferentes públicos.

O interessado pode adquirir uma carta de crédito que compreenda o valor do imóvel desejado sem precisar comprometer o seu orçamento mensal – além de contar com a possibilidade de realizar o pagamento das parcelas dentro de um prazo que atenda ao seu bolso e às suas expectativas.

Versatilidade da carta de crédito

Ao recebê-la, o consorciado poderá utilizar o valor do prêmio para adquirir uma casa nova ou usada, construir, reformar ou quitar financiamentos. Também é possível comprar imóveis residenciais ou comerciais – no entanto, a categoria dos bens que consta no contrato deve ser respeitada.

Oferta de lances

Como vimos, quem tem um recurso a mais disponível - e não deseja apenas contar com a sorte durante os sorteios mensais da carta de crédito - tem a oportunidade de realizar lances. E esse valor não precisa ser desembolsado caso o consorciado em questão não vença naquela oportunidade. 

Direitos resguardados

Por serem fiscalizadas pelo Banco Central, as administradoras de consórcios têm obrigações a cumprir para garantir os direitos dos consorciados. Antes de adquirir uma cota, no entanto, é importante observar se a instituição financeira é credenciada ao órgão.  

Desvantagens

Contudo, também existem pontos negativos – principalmente dependendo do seu perfil. Os principais são os listados abaixo.

Não se pode ter pressa

Caso você não possua recurso disponível para fazer lances, precisará aguardar a sua vez de ser contemplado por meio dos sorteios mensais. Então, caso você deseje pegar as chaves do seu imóvel o mais rápido possível, os consórcios podem não ser uma boa ideia.


Atenção ao planejamento orçamentário

Como pode levar um tempo até que você seja contemplado com a carta de crédito, se você mora de aluguel, precisará considerar essa despesa e o valor das parcelas do consórcio no seu orçamento. 

Diferente dos financiamentos, nos quais é possível fechar o contrato e imediatamente comprar o imóvel, nessa modalidade, o interessado precisa aguardar a contemplação para então realizar a mudança.

Valor dos imóveis

Como o consórcio é um investimento a longo prazo, os preços dos imóveis podem subir mais do que o esperado. O problema é que, quando chegar a vez do consorciado receber a sua carta de crédito, pode ser que precise se contentar com um imóvel de padrão inferior ao pretendido no início do consórcio.

Se demorar muito a ser contemplado, há também a chance de o participante sair em desvantagem em relação ao valor do imóvel – quando em comparação a outras modalidades.

Não há remuneração

Ao contrário dos investimentos financeiros, os consórcios não rendem em juros para o consorciado, uma vez que não são aplicações.

Consórcio ou financiamento imobiliário: qual o melhor?

O financiamento imobiliário é uma das modalidades mais conhecidas e procuradas na hora de comprar a casa própria. Porém, ele não é o único, já que o consórcio de imóveis tem crescido bastante. Para optar entre um e outro, é fundamental avaliar o seu perfil de comprador (e o quanto de pressa você tem em adquirir o imóvel).

Se você pode aguardar para comprar seu imóvel, então o consórcio é mais vantajoso. Porque ele não precisa de entrada, não tem taxa de adesão e nem possui juros no longo prazo. Portanto, é a opção ideal para quem pode aguardar para comprar um imóvel.

se você precisa rapidamente de um imóvel, porque está pagando aluguel, por exemplo, então o financiamento é mais vantajoso. Afinal, assim que a documentação é aprovada, você já pode se mudar para o bem adquirido, enquanto no consórcio você terá que aguardar meses ou até anos para ser contemplado.

Além disso, vale a pena analisar também seu perfil. Por exemplo, quem está negativado ou não tem renda muito alta, dependendo do valor do financiamento, pode ter dificuldades em conseguir boas condições, pois o processo é mais burocrático e exige uma série de etapas. Já no consórcio, a adesão é facilitada, sem averiguação de renda. 

Caso você já tenha um imóvel financiado, poderá usar a carta de crédito do consórcio para quitar seu financiamento ou, ainda, pode usar esse valor para pagar pelas chaves do apartamento ou outro imóvel na planta, por exemplo.

Quando o consórcio imobiliário vale a pena?

Como explicamos, o consórcio imobiliário possui muitas vantagens – mas elas dependem do seu perfil. Se você pode esperar para comprar seu imóvel, então, sim, o consórcio imobiliário vale a pena. Caso não seja esse seu perfil, é melhor optar por outras alternativas, como o financiamento. 

Outro perfil que costuma procurar o consórcio é o investidor. O consórcio, em si, não pode ser considerado um investimento, já que tem um custo relacionado à taxa de administração que costuma girar em torno dos 18%, não gerando margem de lucro, portanto.

Contudo, o que algumas pessoas costumam fazer é adquirir uma cota pensando na ampliação do patrimônio ou em garantir rentabilidade com o aluguel. Nesses casos, o interessado adquire um consórcio e, quando for contemplado, compra um imóvel e o coloca para alugar. Com o valor do aluguel, é possível amortizar o saldo devedor e quitar as parcelas restantes.

Ao quitar, o investidor repete a operação e começa a formar sua carteira de imóveis.

Quanto custa um consórcio imobiliário?

Quanto custa, afinal, um imóvel consorciado? Primeiro, vamos falar das cartas de crédito: elas variam, geralmente, entre 70 mil e 600 mil – isso quer dizer que, por meio dos consórcios, é possível adquirir imóveis de baixo, médio e alto padrão.

A quantidade de parcelas também pode variar bastante e chegar até a 200 meses. Quanto maior o número de prestações, menor é o valor a ser pago mensalmente – mas vale destacar que o tempo para adquirir o imóvel também pode se estender, uma vez que dependerá da contemplação da carta de crédito ou de um lance bem-sucedido.

O valor das parcelas é, igualmente, bastante diverso. Elas podem começar em torno de R$ 500 e superar a marca dos R$ 6 mil.

Qual o melhor consórcio imobiliário?

Você deve estar se perguntando agora qual é, então, o consórcio imobiliário com o melhor custo-benefício do mercado. 

Hoje, existem diversas possibilidades bastante atrativas à disposição dos consumidores. Algumas boas opções são o consórcio do Bradesco e da Caixa Econômica Federal: em ambas as instituições, o prazo máximo para quitação das parcelas é de 200 meses, e, a partir de R$ 400, é possível integrar um consórcio.

Outras boas opções são:

  • Consórcio BRB (Banco de Brasília): oferece cartas de crédito para a compra de imóveis novos ou usados, podendo também ser usado para a compra de terrenos, salas comerciais, construção, reforma e quitação de financiamentos imobiliários. As cartas de crédito variam de R$150 mil a R$700 mil.

  • BB Consórcio de Imóveis (Banco do Brasil): permite a aquisição de imóveis urbanos, novos ou usados, residenciais ou comerciais, com áreas edificadas, além de imóveis rurais com matrícula própria e terrenos ou lotes. As cartas de crédito partem de R$50 mil e você tem até 200 meses para pagar.

  • Itaú Consórcios de Imóveis: o valor total da carta do Itaú é de R$90 mil e é possível usar o valor para reformar, construir ou comprar terreno. O FGTS também é aceito para o pagamento das prestações.

  • Porto Seguro: carta de crédito de até R$ 900 mil e 200 meses para pagar, com opções de parcelas reduzidas até a contemplação. É possível usar o valor para reformar ou comprar um imóvel ou terreno. Também permite o uso do FGTS para aumentar as chances de contemplação.

Como escolher o consórcio imobiliário?

Na hora de comparar os diferentes tipos de consórcio imobiliário, existem alguns pontos que você deve analisar com cuidado. Veja quais são eles.

Administradora

Sempre procure por uma administradora autorizada a operar pelo Banco Central do Brasil. O BC é a autoridade competente para normatizar e fiscalizar o sistema de consórcios no país. Para isso, consulte o site do BC e confira quais são as empresas autorizadas, evitando cair em golpes.

Prestações

Outro ponto importante é conferir qual é o valor das prestações, comparando as diferentes opções. Analise, ainda, se essas prestações não consomem mais de 30% da sua renda – porque isso pode comprometer a sua capacidade de pagar as demais contas do dia a dia.

Então, antes de escolher a sua carta de crédito, sempre faça uma simulação no site da administradora, para ter ideia de qual será o valor mensal, já acrescido das taxas. Lembre-se que, quanto mais baixo o valor mensal, maior o tempo de pagamento do consórcio.

Formas de contemplação

Compare, ainda, como são feitas as contemplações. Em um consórcio, o mais usual é que a contemplação aconteça por meio de sorteios e lances mensais. O lance é uma maneira de adiantar as parcelas e funciona como uma espécie de leilão. Verifique como ele funciona na administradora e quantos sorteios acontecem por mês.

Prazo de duração

Os consórcios variam muito dependendo da administradora, sendo que alguns podem durar até 15 anos. E, em alguns casos, você poderá ser contemplado apenas no final desse período. Portanto, avalie qual prazo é mais interessante para a sua realidade.

Agora você já conhece tudo sobre consórcio imobiliário? Se você deseja saber mais sobre essa e outras modalidades de negócio para tirar o seu sonho do papel, conte com a nossa assessoria especializada. Será um prazer auxiliá-lo nessa jornada!

Veja Também

Dicas
17/10/2019 - 5 bairros mais procurados para alugar imóveis em Passos, MG
Dicas
19/11/2019 - Saiba como usar o FGTS na compra da casa própria
Dicas
21/01/2020 - Como escolher o melhor bairro para morar?
Dicas
28/01/2020 - Como escolher a Imobiliária ideal
Dicas
12/02/2020 - Erros que você deve evitar na hora de comprar um imóvel
Dicas
16/03/2020 - Dicas de planejamento financeiro para comprar imóvel
Dicas
31/03/2020 - Cuidados que você deve ter na negociação direto com o dono
Dicas
22/04/2020 - Dicas para alugar o seu imóvel comercial
Dicas
16/07/2020 - Aluguel x Casa própria: conheça seu perfil e saiba qual o melhor para você
Dicas
24/07/2020 - 4 dicas para casais que vão comprar a casa nova em Passos!
Dicas
19/08/2020 - 5 perguntas que você deve fazer ao corretor antes de comprar um imóvel
Dicas
17/09/2020 - Imobiliária em Passos MG: como encontrar a melhor?
Dicas
08/10/2020 - Academia em casa: como montar uma?
Dicas
25/01/2021 - Móveis Rústicos Passos MG: dicas para mobiliar a sua casa
Dicas
01/02/2021 - Temperatura Passos MG: saiba mais sobre o clima da cidade
Dicas
15/02/2021 - Empregos em Passos MG: quais os pontos fortes da economia?
Dicas
01/03/2021 - Hotel em Passos MG: conheça os 7 mais famosos
Dicas
19/04/2021 - Passos de Minas: conheça 6 pontos turísticos
Dicas
26/04/2021 - Móveis planejados: como escolher para sua casa?
Dicas
28/06/2021 - Como fazer a devolução de imóvel locado antes do prazo?
Dicas
12/07/2021 - Os desafios de morar sozinho
Dicas
16/08/2021 - Isolamento acústico: como aplicar no seu imóvel?
Dicas
23/08/2021 - 5 direitos do locatário em Passos ?MG
Dicas
30/08/2021 - Lei do silêncio: quais são as regras e os deveres?
Dicas
21/09/2021 - Como funciona o consórcio imobiliário Itaú?
Dicas
11/10/2021 - Morar em casa ou apartamento: o que é melhor para as crianças?
Dicas
22/11/2021 - Automação residencial: o que é e quais os benefícios?
Dicas
06/12/2021 - Decoração de Natal: passo a passo para enfeitar a sua casa!
Dicas
10/12/2021 - O que é um residencial?
Dicas
13/12/2021 - 8 dicas de iluminação para sala de estar
Dicas
24/01/2022 - 8 dicas para se preparar e alugar seu imóvel no carnaval
Dicas
15/02/2022 - Quanto do salário pode ser gasto com o aluguel de uma casa?
Dicas
03/03/2022 - O que você precisa saber sobre a rescisão de contrato de aluguel
Imóveis Jorge Paiva
09/11/2020 - 9 imóveis para venda em Passos MG
Imóveis Jorge Paiva
05/04/2021 - 6 casas de campo em Minas Gerais
Imóveis Jorge Paiva
10/05/2021 - Centro de Passos MG: 4 salas comerciais
Imóveis Jorge Paiva
17/05/2021 - Móveis usados em Passos MG: onde comprar?
Imóveis Jorge Paiva
14/06/2021 - 6 casas em condomínio que você precisa conhecer em Passos MG
Imóveis Jorge Paiva
19/07/2021 - Casas para alugar em Passos: conheça o melhor custo-benefício!
Imóveis Jorge Paiva
26/07/2021 - 5 motivos para comprar uma casa em Passos MG
Imóveis Jorge Paiva
13/09/2021 - Sítio no sul de Minas para alugar: como escolher e avaliar?
Imóveis Jorge Paiva
27/06/2021 - 8 apartamentos à venda em Passos MG
Imóveis Jorge Paiva
18/10/2021 - 5 apartamentos para alugar em Passos
Imóveis Jorge Paiva
01/11/2021 - Casa com Piscina em Passos, MG
Imóveis Jorge Paiva
16/11/2021 - 5 chácaras à venda em Passos MG que você precisa conferir
Imóveis Jorge Paiva
19/04/2022 - Apartamentos para estudantes: 8 imóveis perto das faculdades de Passos
Imóveis Jorge Paiva
16/05/2022 - 6 loteamentos em Passos, MG, que você precisa conhecer!
Mercado Imobiliário
04/02/2020 - Benefícios de morar em condomínio
Mercado Imobiliário
27/02/2020 - O que é um consórcio de imóveis?
Mercado Imobiliário
06/03/2020 - Imóvel novo, usado ou na planta: qual é o melhor?
Mercado Imobiliário
28/04/2020 - As atuais oportunidades do mercado imobiliário em Passos
Mercado Imobiliário
10/05/2020 - Imóvel parado, dinheiro perdido
Mercado Imobiliário
08/07/2020 - Caixa vai incluir imposto e custo cartorário em financiamento de imóvel
Mercado Imobiliário
03/08/2020 - Por que fazer uma consultoria imobiliária?
Mercado Imobiliário
25/08/2020 - Mercado imobiliário no Brasil pós-pandemia
Mercado Imobiliário
03/09/2020 - Por que ter uma segunda residência ou casa de férias é um bom negócio imobiliário?
Mercado Imobiliário
10/09/2020 - Casa Verde e Amarela: conheça o novo projeto habitacional do governo
Mercado Imobiliário
30/09/2020 - Investir em imóveis: é seguro em momentos de crise?
Mercado Imobiliário
21/10/2020 - Avaliação de imóveis: o que é e como fazer?
Mercado Imobiliário
23/11/2020 - População de Passos MG: características marcantes sobre a cidade!
Mercado Imobiliário
14/12/2020 - Como funciona o financiamento da Caixa?
Mercado Imobiliário
21/12/2020 - Qual é o melhor banco para financiamento imobiliário?
Mercado Imobiliário
28/12/2020 - Como fazer um contrato de locação de imóvel?
Mercado Imobiliário
18/01/2021 - É seguro comprar imóvel com contrato de compra e venda?
Mercado Imobiliário
24/03/2021 - Comprar apartamento em Passos: o que considerar antes de assinar o contrato?
Mercado Imobiliário
29/03/2021 - Site de aluguel de casas: como encontrar casas para alugar?
Mercado Imobiliário
31/05/2021 - Santander financiamento imobiliário: como financiar um imóvel?
Mercado Imobiliário
17/01/2022 - Consórcio ou financiamento: o que é mais vantajoso?
Mercado Imobiliário
10/02/2022 - Quanto custa um apartamento para alugar em Passos MG?
Mercado Imobiliário
28/03/2022 - Consórcio imobiliário: como funciona?
Mercado Imobiliário
05/04/2022 - Como funciona o seguro-fiança?
Mercado Imobiliário
09/05/2022 - Imóvel na planta: como funciona?
Mercado Imobiliário
13/06/2022 - Qual a diferença entre registro do imóvel e escritura?
Mercado Imobiliário
20/06/2022 - Quem faz a vistoria imobiliária?
Mercado Imobiliário
28/06/2022 - Como anunciar um imóvel?

Desde que iniciou suas atividades, a Jorge Paiva Imóveis vem trazendo inovações para o mercado imobiliário. Focada na qualidade de atendimento e serviços prestados, possui uma equipe de profissionais treinados e capacitados para um atendimento honesto, eficaz e transparente.

Contato

Telefone 35 3529-3750 35 3524-1980
WhatsApp 35 3529-3750 35 99121-3333 35 99911-3750
Localização Avenida Arlindo Figueiredo, 231
Passos
Localização Av. Avelino Soares de Rezende, 73 -
São João Batista do Glória

Novidades

Cadastre-se e receba primeiro nossas novidades e opotunidades.

Desde que iniciou suas atividades, a Jorge Paiva Imóveis vem trazendo inovações para o mercado imobiliário. Focada na qualidade de atendimento e serviços prestados, possui uma equipe de profissionais treinados e capacitados para um atendimento honesto, eficaz e transparente.

© 2019 Jorge Paiva Imóveis Todos os direitos resevados.