Mercado imobiliário no Brasil pós-pandemia

Jorge Paiva

25/08/2020

A pandemia do novo Coronavírus impactou a economia de países de todo o mundo e com o Brasil isso não foi diferente. A projeção do Ministério da Economia é de uma queda no PIB brasileiro de 4,7%. Já na economia global, a previsão é de retração de 7,6%.

Diante desses números muitos se questionam sobre como ficará o mercado imobiliário no Brasil no pós-pandemia, principalmente investidores do setor. Esse é o caso? Continue a leitura!

Mercado imobiliário e a pandemia

Ao contrário de muitos outros setores, o mercado imobiliário brasileiro não sofreu tão fortemente com a pandemia de COVID-19. Mesmo com a baixa registrada nos primeiros meses da pandemia, a procura por ofertas no setor imobiliário registrou alta no segundo trimestre de 2020.

E há explicações que justificam esses números. A primeira é a queda na taxa de juros, a Selic, que fez com que os financiamentos imobiliários também tivessem seus juros reduzidos. Com isso, mais pessoas aproveitaram para comprar imóveis, já que o valor das parcelas se tornou mais acessível.

E outro motivo é o fato de mais pessoas passarem um tempo prolongado em casa. Com isso, vários começaram a notar a necessidade de mais espaço ou de outros detalhes arquitetônicos para promover conforto e bem-estar a família. Essa necessidade, fez com que houvesse um aumento na procura pela compra e pelo aluguel de imóveis em várias regiões do país.

Uma pesquisa realizada pela Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliária e Poupança (Abecip) mostrou justamente isso: em maio, os financiamentos para compra e a construção de imóveis tiveram um crescimento de 6,5% na comparação com abril e de 8,2% no comparativo com maio de 2019.

Em Minas Gerais, esse efeito pandemia também foi sentido no setor imobiliário. De acordo com os dados divulgados pelo Sindicato da Indústria da Construção Civil (Sinduscon-MG), de janeiro a abril de 2020, as vendas de apartamento cresceram 14,62% em relação ao mesmo período do ano passado.

O setor também tem visto procura por quem busca formas de investimento. Com os resultados ruins de outras aplicações, os imóveis passaram a ser uma opção segura, com boa rentabilidade e alta demanda, mesmo para quem pretende gerar renda por aluguéis, ajudando a proteger o capital dos investidores.

Momento de investir em imóveis

Para os especialistas, quem deseja investir em imóveis deve aproveitar esse momento para fazer isso. O principal motivo é a queda nas taxas de juros, com a Selic atingindo a mais baixa média histórica de anos. Na prática, estamos vivendo uma fase de juros quase negativos, considerando a inflação e o imposto de renda.

Por isso, o mercado imobiliário é a principal aposta dos investidores, tanto agora durante a pandemia, como no período de recuperação.

Os juros baixos tornam mais fácil a compra de imóveis e a sua consequente revenda, principalmente para quem pretende fazer isso via financiamento.

Além disso, a conjuntura do isolamento social favorece a compra e o aluguel de imóveis. E essa tendência deve ser mantida mesmo no período pós-pandemia, já que muitas empresas notaram os benefícios do home office e pretendem manter parte dos seus funcionários nesse esquema de trabalho.

A casa se tornou um verdadeiro refúgio na nossa atual realidade e as pessoas notaram a necessidade de encontrar locais mais bem equipados e estruturados para se morar, com espaço para o home office, para as crianças e para todas as demandas familiares. Os especialistas acreditam que essa dinâmica ainda se manterá por um tempo no mundo pós-pandemia, com a procura crescente por imóveis maiores, casas ou apartamentos com varandas.

Expectativas para o mercado imobiliário no pós-pandemia

A pandemia trouxe inúmeras modificações em vários setores da economia e com o mercado imobiliário não foi diferente. Até mesmo a forma de vender os imóveis se modificou, com muitas imobiliárias e construtoras investindo na tecnologia e no tour virtual para encantar os clientes.

Essas facilidades tecnológicas devem continuar presentes, principalmente porque tiveram uma excelente aceitação entre o público.

Além disso, outros pontos devem continuar em alta após a pandemia, como:

·         busca crescente por apartamentos mais amplos e práticos, capazes de oferecerem conforto e qualidade de vida a todos os integrantes da família, permitindo usufruir melhor do tempo em casa. Para isso, haverá maior procura por apartamentos com metragens maiores, mais cômodos e presença de varanda, com valorização desses imóveis;

·         procura por imóveis com espaços para home offices, já que essa deverá ser uma tendência entre as empresas nos próximos meses pós-pandemia, uma vez que muitas notaram os benefícios desse tipo de trabalho. Assim, os imóveis devem acompanhar as necessidades dos moradores com cômodos que permitam trabalhar e estudar com mais conforto e bem-estar;

·         maior valorização da cozinha, afinal muitos aproveitaram esse período de isolamento para aprenderem a cozinhar e devem manter esse costume no pós-pandemia, reunindo a família para jantares, almoços e outros momentos em casa. Assim, os imóveis com cozinhas amplas, integradas e equipadas deverão ser mais valorizados;

·         procura maior por casas de campo, o que já foi constatado mesmo durante a pandemia. A volta ao campo é uma alternativa para fugir das aglomerações da vida urbana e cultivar um modo de vida mais tranquilo. Muitas famílias começaram a buscar por um segundo imóvel no campo durante a pandemia e a procura deverá se manter aquecida, principalmente com mais empresas realizando o home office;

·         valorização dos edifícios mistos, já que com a redução da mobilidade, muitas pessoas passaram a comprar em estabelecimentos comerciais próximos de casa. O reflexo disso é o surgimento de prédios que integram unidades residenciais, comerciais e de serviços, possibilitando o fácil acesso a todos os moradores;

·         valorização de imóveis com áreas de lazer nos condomínios e outros atrativos que facilitem a vida dos moradores, como espaço de coworking, lavanderia, espaço kids, espaço pets e outros que permitam realizar todas as demandas de lazer e do restante da família no próprio condomínio, reduzindo os deslocamentos.

Como você viu neste conteúdo, a pandemia do novo Coronavírus teve reflexos profundos na nossa sociedade. Além das questões econômicas, aprendemos a nos organizar de maneira diferente, valorizando muito mais o estar em casa e tornando o nosso lar um verdadeiro refúgio que nos permite trabalhar, descansar e nos proteger.

Por isso, as demandas em relação aos imóveis deverão ser diferentes após a superação do COVID-19, com mais pessoas buscando por espaços maiores, confortáveis e que permitam estar em casa com qualidade de vida.

Além disso, as conjunturas econômicas, como a queda na taxa de juros, favorecem a compra e venda de imóveis, sendo esse um excelente momento para quem deseja investir no setor, protegendo o seu patrimônio, considerando que outros tipos de investimentos não têm trazido o retorno esperado.

Gostou de saber mais sobre como será o mercado imobiliário no mundo pós-pandemia? Ajude seus amigos: compartilhe essas dicas nas redes sociais!

Veja Também

Dicas
17/10/2019 - 5 bairros mais procurados para alugar imóveis em Passos, MG
Dicas
19/11/2019 - Saiba como usar o FGTS na compra da casa própria
Dicas
21/01/2020 - Como escolher o melhor bairro para morar?
Dicas
28/01/2020 - Como escolher a Imobiliária ideal
Dicas
12/02/2020 - Erros que você deve evitar na hora de comprar um imóvel
Dicas
16/03/2020 - Dicas de planejamento financeiro para comprar imóvel
Dicas
31/03/2020 - Cuidados que você deve ter na negociação direto com o dono
Dicas
22/04/2020 - Dicas para alugar o seu imóvel comercial
Dicas
16/07/2020 - Aluguel x Casa própria: conheça seu perfil e saiba qual o melhor para você
Dicas
24/07/2020 - 4 dicas para casais que vão comprar a casa nova em Passos!
Dicas
19/08/2020 - 5 perguntas que você deve fazer ao corretor antes de comprar um imóvel
Dicas
17/09/2020 - Imobiliária em Passos MG: como encontrar a melhor?
Dicas
08/10/2020 - Academia em casa: como montar uma?
Dicas
25/01/2021 - Móveis Rústicos Passos MG: dicas para mobiliar a sua casa
Dicas
01/02/2021 - Temperatura Passos MG: saiba mais sobre o clima da cidade
Dicas
15/02/2021 - Empregos em Passos MG: quais os pontos fortes da economia?
Dicas
01/03/2021 - Hotel em Passos MG: conheça os 7 mais famosos
Dicas
19/04/2021 - Passos de Minas: conheça 6 pontos turísticos
Dicas
26/04/2021 - Móveis planejados: como escolher para sua casa?
Dicas
28/06/2021 - Como fazer a devolução de imóvel locado antes do prazo?
Dicas
12/07/2021 - Os desafios de morar sozinho
Dicas
16/08/2021 - Isolamento acústico: como aplicar no seu imóvel?
Dicas
23/08/2021 - 5 direitos do locatário em Passos ?MG
Dicas
30/08/2021 - Lei do silêncio: quais são as regras e os deveres?
Imóveis Jorge Paiva
09/11/2020 - 9 imóveis para venda em Passos MG
Imóveis Jorge Paiva
05/04/2021 - 6 casas de campo em Minas Gerais
Imóveis Jorge Paiva
10/05/2021 - Centro de Passos MG: 4 salas comerciais
Imóveis Jorge Paiva
17/05/2021 - Móveis usados em Passos MG: onde comprar?
Imóveis Jorge Paiva
14/06/2021 - 6 casas em condomínio que você precisa conhecer em Passos MG
Imóveis Jorge Paiva
19/07/2021 - Casas para alugar em Passos: conheça o melhor custo-benefício!
Imóveis Jorge Paiva
26/07/2021 - 5 motivos para comprar uma casa em Passos MG
Imóveis Jorge Paiva
13/09/2021 - Sítio no sul de Minas para alugar: como escolher e avaliar?
Mercado Imobiliário
04/02/2020 - Benefícios de morar em condomínio
Mercado Imobiliário
27/02/2020 - O que é um consórcio de imóveis?
Mercado Imobiliário
06/03/2020 - Imóvel novo, usado ou na planta: qual é o melhor?
Mercado Imobiliário
28/04/2020 - As atuais oportunidades do mercado imobiliário em Passos
Mercado Imobiliário
10/05/2020 - Imóvel parado, dinheiro perdido
Mercado Imobiliário
08/07/2020 - Caixa vai incluir imposto e custo cartorário em financiamento de imóvel
Mercado Imobiliário
03/08/2020 - Por que fazer uma consultoria imobiliária?
Mercado Imobiliário
03/09/2020 - Por que ter uma segunda residência ou casa de férias é um bom negócio imobiliário?
Mercado Imobiliário
10/09/2020 - Casa Verde e Amarela: conheça o novo projeto habitacional do governo
Mercado Imobiliário
30/09/2020 - Investir em imóveis: é seguro em momentos de crise?
Mercado Imobiliário
21/10/2020 - Avaliação de imóveis: o que é e como fazer?
Mercado Imobiliário
23/11/2020 - População de Passos MG: características marcantes sobre a cidade!
Mercado Imobiliário
14/12/2020 - Como funciona o financiamento da Caixa?
Mercado Imobiliário
21/12/2020 - Qual é o melhor banco para financiamento imobiliário?
Mercado Imobiliário
28/12/2020 - Como fazer um contrato de locação de imóvel?
Mercado Imobiliário
11/01/2021 - Qual é o melhor consórcio imobiliário?
Mercado Imobiliário
18/01/2021 - É seguro comprar imóvel com contrato de compra e venda?
Mercado Imobiliário
24/03/2021 - Comprar apartamento em Passos: o que considerar antes de assinar o contrato?
Mercado Imobiliário
29/03/2021 - Site de aluguel de casas: como encontrar casas para alugar?
Mercado Imobiliário
31/05/2021 - Santander financiamento imobiliário: como financiar um imóvel?

Desde que iniciou suas atividades, a Jorge Paiva Imóveis vem trazendo inovações para o mercado imobiliário. Focada na qualidade de atendimento e serviços prestados, possui uma equipe de profissionais treinados e capacitados para um atendimento honesto, eficaz e transparente.

Contato

Telefone 35 3529-3750 35 3524-1980
WhatsApp 35 3529-3750 35 99121-3333 35 99911-3750
Localização Rua. Cel. João de Barros, 316 - Centro
Passos
Localização Av. Avelino Soares de Rezende, 73 -
São João Batista do Glória

Novidades

Cadastre-se e receba primeiro nossas novidades e opotunidades.

Desde que iniciou suas atividades, a Jorge Paiva Imóveis vem trazendo inovações para o mercado imobiliário. Focada na qualidade de atendimento e serviços prestados, possui uma equipe de profissionais treinados e capacitados para um atendimento honesto, eficaz e transparente.

© 2019 Jorge Paiva Imóveis Todos os direitos resevados.